domingo, 21 de agosto de 2011

Irreversível

É difícil de aceitar, recomeçar do zero, levantar e caminhar, perceber que quem se ama já não se importa com você e acordar sozinho ouvindo o som da sua TV. Chegou a hora de recomeçar! Acreditar, que pode ser, melhor assim, tentar crescer, fingir feliz. E te deixar para depois, a cada dia que eu morrer, espero que você morra.
Se eu ligar de madrugada, sem saber o que dizer, esperando ouvir sua voz e você nem me atender, nem ao menos pra dizer que não vai voltar, não vai tentar me entender, que eu não fui nada pra você, que eu deveria te deixar em paz.
Eu já não sei mais, não sei viver sem ter você. Hoje eu queria te esquecer, mas quanto mais eu tento mais eu lembro...
CPM 22

domingo, 7 de agosto de 2011

Timidez.


Eu sou tímido, sou muito tímido! Eu acho que eu não sei me relacionar com as pessoas. Mas o meu problema é que eu sou carente, se eu sorrir e a pessoa não sorrir de volta, eu fico muito mal. Às vezes, se eu vejo alguém meio chateado, eu sempre acho que tem alguma coisa a ver comigo. Eu também fico preocupado em parecer que eu não to dando atenção para as pessoas, e aí eu me esforço pra parecer legal e atencioso. Mas tem gente que acha que eu sou bobo. Eu vejo isso, eu percebo isso. Parece que eu sou um peixe fora d’água. Eu acho que eu não sou desse mundo. Devo ser, sei lá, de outro planeta... E lá, as coisas deviam ser bem diferentes daqui.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O que eu espero da vida?


É sempre o que meus pais me perguntam. Nossa, eu só quero viver sem ter ninguém me perguntando o que eu quero da vida. É porque a verdade é que são eles que querem que eu corresponda as expectativas deles... Mas eu não ligo pra nada disso. Aí, eles dizem que eu não ligo pra nada. E quer saber? Eu não ligo mesmo! Até ligo, ligo pra sair, me divertir, essas coisas de adolescente. Eu só tenho 16 anos! Eu queria saber quem inventou essa coisa de responsabilidade, eu odeio essa palavra! Já tem tanta gente responsável no mundo, devia ter alguém irresponsável. Mas tá aí! É isso o que eu quero da vida, ser irresponsável! Eu tenho certeza que eu vou ser bom nisso! E talvez, eu seja até famoso...