quarta-feira, 27 de julho de 2011

Sem título.

Acho que agora me lamentar já não adianta. Fiz e falei tudo o que pude. Você sabe que faria tudo por você, sei que sabe. Infinitas declarações já fiz por você, mas de quê adiantou tudo isso? Onde foi que eu errei? O Mundo que eu sempre imaginei com você, se foi. Afinal, você nunca me viu como eu te vejo; nunca me quis, como eu já te quis; nunca me amou, como eu já te amei. Chegamos ao limite, se continuarmos, onde isso vai parar? Você sabe muito bem o que eu acho de você. Agora pode pensar um pouco mais em mim? Porque o destino seria a gente ser feliz, será que é difícil entender?

terça-feira, 26 de julho de 2011

Milonga.

Vamos falar de solidão. Na sua casa eu nunca mais entrei, mas decorei com exatidão todas as coisas como eu deixei. Versos jogados pelo chão, lembranças do que não presenciei. Mas decorei com exatidão, como um passado que eu mesmo criei.
E tudo o que eu posso oferecer são minhas palavras pra você, no plágio de uma bela melodia. E tudo o que eu quero te dizer eu já cansei de escrever.
Por que você insiste em dizer que ainda existe vida sem você? Eu não quero lembrar que eu fui pra você uma simples distração pra você esquecer, eu não quero lembrar que chegamos ao nosso fim. Eu não quero lembrar que eu vou acordar sabendo que meus olhos não vão te encontrar, eu não quero lembrar que tudo acabou pra mim.
Beeshop

terça-feira, 19 de julho de 2011

O fim.

Queria ter postado logo, mas fui viajar depois das sessões e pá.
Enfim, posso dizer que o final da saga foi muito além de todas as minhas expectativas. Nem acredito que chorei as três vezes. Chegou quase perto da perfeição, e na minha opinião foi o melhor da saga.
Antes de assistir, estava triste, mas animado ao mesmo tempo. Agora apenas triste e talvez feliz, sei lá.
Sei que Hogwarts sempre será minha casa.

"Nós defendemos a pedra, encontramos a câmara, liberamos o prisioneiro, fomos escolhidos pelo cálice, lutamos ao lado da Ordem, aprendemos com o Príncipe, e dominamos as relíquias. Nós somos a geração Harry Potter."

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Do amoroso esquecimento.

E agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Mario Quintana