sábado, 29 de janeiro de 2011

Cansei.

Escute bem, já cansei de amorezinhos que não levam a lugar nenhum, que não chegam a um final feliz. É isso ai, cansei. Já não me contento mais com pouco, agora eu quero é mais. Muito mais. Agora, estou pronto para esquecer todos os que me fizeram cair. E mais uma vez, abrirei meu coração. E essa história de dar sem receber, também cansei. Só os santos e talvez Robin Hood gostam disso, mas eu não sou nenhum santo e muito menos o Robin Hood para me contentar com isso.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Sem título. 06

Pirulitos viram cigarros, inocentes viram vadias, dever de casa vai para o lixo, celulares conectados no twitter durante as aulas, detenção se torna suspensão, refrigerante se torna vodka, bicicletas viram carros, beijos viram sexo. Vocês se lembram quando proteção era capacete? Quando a pior coisa que podiam levar de um garoto era cosequinhas? Quando o ombro do pai era o lugar mais alto e inatingível e nossa mãe era uma heróina? Aliás lembra quando heróina era o feminino de herói? De quando seu pior inimigo era seu irmão? De quando war era só um jogo de cartas? De quando a única droga que você conhecia era o remédio para a tosse? De quando o remédio para tosse era realmente usado para curar tosse? De quando usar saia não te transformava em uma vadia? De quando a maior dor que sentia era ralar os joelhos e quando o “adeus” durava só até a manhã seguinte? E nós não podíamos esperar para crescer?
E agora tudo o que queremos fazer é voltar no tempo.

Créditos: Thinker Murds

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

A felicidade.

Um simples momento. Uma simples conversa. Um simples sorriso. Uma simples vida. Uma simples fantasia. Um simples amigo. Um simples abraço.
Talvez essas sete coisas possam até fazer uma pessoa feliz, mas no mundo em que vivemos, hoje em dia é até difícil achar alguém que seja feliz com apenas isso. Assumo que eu, apenas com isso, não sou feliz. Mas não falta muito, rs.
Acho ridícula a idéia de que dinheiro não traz felicidade. Ora, como se um mendigo ou um morador de favela fossem felizes. Não quero ser materialista, mas é óbvio que uma pessoa que ganhe vinte mil reais é mais feliz que uma pessoa que ganhe quinhentos reais. E sem essa história de amor, porque sem dinheiro um amor não sobrevive. Pronto, falei. Nem ligo pra quem discorda.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Bom dia.

Tenho que acordar
Tanto pra fazer
Tudo que eu já sei de cór

Só quero o que é real
Fugindo do normal
A vida fica bem melhor

Sem me preocupar
Com o amanhã
Sigo sem adivinhar

O amor já encontrei
E o resto que eu não sei
Eu deixo me encontrar

(...)

A gente segue a vida pelo mundo afora
E às vezes nem percebe quando ela passou
E vive o dia-a-dia nessa correria
Se entrega a rotina que se acostumou

Eu fico por aqui
Me livro da ilusão
De não poder me divertir


Scracho

domingo, 16 de janeiro de 2011

Eu + Você = ?

Já não aguento mais! Não aguento lhe esconder a verdade, por medo e timidez. Será que você não pode logo perceber tudo? Venho tentando entender como minha vida tomou esse rumo, mas nada conclusivo. Talvez seja mais por medo de ouvir a mesma resposta que já ouvi, como já diz o Revelação: "quando um não quer, dois nunca formam um casal". Já errei muito com outras pessoas, mas estou disposto a acertar com você. Insatisfeito sem uma resposta sua, procuro descobrir o que você sente. Quando fecho os olhos, lá vem você, para alegrar minha noite. Mas esse sentimento no meu coração e na tristeza que meu coração está sentindo, só você poderá dar um fim.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Sonho.

Um momento perfeito, na verdade perfeito de mais pra ser verdade. A melhor coisa que poderia acontecer comigo. Eu e você, caminhando de mãos dadas. E o que mais parecia impossível, aconteceu. Mas logo tudo acabou, enquanto os dois lábios se tocavam, eu acordei. Como disse, perfeito de mais pra ser verdade. Alguns segundos na memória, porém segundos inesquecíveis. Não sei se o meu sonho é o mesmo que o seu. Mas só queria que você pudesse tornar meu sonho, uma realidade.

domingo, 9 de janeiro de 2011

De coração, com todo o amor e carinho.

Camila Soares de Sousa Castro, aqui está um post dedicado a você, espero que goste, rs.

Eu nunca sei realmente como começar a falar de uma pessoa, então, vou começar pelo início, já que faz mais sentido.
Ainda me lembro do dia em que nós nos conhecemos, só não lembro o que falamos, mas enfim, foi logo no primeiro ou segundo dia do curso técnico. Eu nunca tinha rido de alguém que tenha imitado minha voz “calma”, foi a primeira vez. Normalmente, se algum desconhecido fizesse isso eu ficaria bem irritado, rs. Sempre sentávamos juntos no técnico e, acho que eu nunca ri tanto com uma pessoa do que com você. Sabe, você foi a causadora de tipo 97% dos meus sorrisos em toda a minha vida! E 2010 foi bem alegre até eu te fazer aquela “revelação”... E depois daquela conversa toda eu nunca mais consegui olhar e falar com você como antes, eu sentia vergonha ou algo do tipo. Nunca me arrependi de ter te contado aquilo. Mas depois que nós acabamos nos afastando, todo o sábado, tentei tomar vergonha e ir falar com você. Mas você já me conhece a tempo suficiente pra saber como eu sou e também já te falei por que eu levei tanto tempo pra falar com você. Mas, acho que lhe desejar um “feliz ano novo” foi um pequeno grande passo pra tentar arrumar tudo.
E pra terminar, eu gostaria que você soubesse que eu gosto muito de você e que você é uma amiga muito especial pra mim, por todos os sábados em que eu ia a aula de turismo magoado ou algo do tipo e você conseguia alegrar meu dia, mesmo sem saber de nada.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Tente outra vez.

Veja!
Não diga que a canção
Está perdida
Tenha em fé em Deus
Tenha fé na vida
Tente outra vez!

Beba!
Pois a água viva
Ainda tá na fonte
Você tem dois pés
Para cruzar a ponte
Nada acabou!
Não! Não! Não!

Tente!
Levante sua mão sedenta
E recomece a andar
Não pense
Que a cabeça aguenta
Se você parar
Não! Não! Não!
Não! Não! Não!

Há uma voz que canta
Uma voz que dança
Uma voz que gira
Bailando no ar

Queira!
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz
De sacudir o mundo
Vai!
Tente outra vez!

Tente!
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!
Tente outra vez!

Raul Seixas

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Deixe-se em paz.

Resolvi mudar um pouco... Achei esse texto em um recorte de jornal antes de vim de volta para o Rio em cima do carro. O texto é de autoria de Martha Medeiros que, na minha opinião, uma das melhores colunistas do Brasil.

"Geralmente é o que se deseja intimamente: paz para o mundo, paz para todos, paz para os torcedores, paz para os moribundos, paz para os iraquianos. É um desejo legítimo, mas qual a nossa contribuição prática para ajudar a construir uma serenidade universal? O máximo que podemos fazer é garantir nossa própria paz. Portanto, esses sãos os meus votos: deixe-se em paz.
Parece uma frase grosseira, mas é apenas um desejo sincero e generoso. Deixe-se em paz. Não se cobre por não ter realizado tudo o que pretendia, não se culpe por ter falhado em alguns momentos, não se torture por ter sido contraditório, não se puna por não ter sido perfeito. Você fez o melhor que podia.
Aproveite para estabelecer metas mais prosaicas para o futuro que virá, ou até meta nenhuma. Que mania a gente tem de fazer listinha de resoluções, prometer mundos e fundos como se uma simples virada de ano bastasse para nos transformar numa pessoa mais completa e competente. Você será o que sempre foi e isso já é muito bom, pois presumo que você não seja nenhum contraventor, apenas não consegue dar conta de todos os seus bons propósitos, quem consegue? Às vezes não dá. Vá no seu ritmo, siga sendo quem é, não espere entrar numa cabine e sair de lá vestido de super-homem ou de super-mulher ou mulher-maravilha. Deixe de fantasias. Deixe-se em paz.
Se quer tomar alguma resolução, resolva ajudar os ouros, fazer o bem, dedicar-se à coletividade, seja mais solidário. Não deixe os menos favorecidos na paz do abandono, na paz do esquecimento. Mas esquecer um pouco de você mesmo, pode. Deve. Não enquadre em comportamentos que não lhe caracterizam, não se anjaule por causa de decisões das quais já se arrependeu, não se arrebente por causas de questionamentos incessantes. Liberte-se desses pensamentos todos, dessa busca sofrida por adequação e ao mesmo tempo por liberdade. Nossa, ser uma pessoa adequada e livre ao mesmo tempo é uma senhora ambição. Demanda a energia de uma usina. Será mesmo tão necessário pensar nisso agora? Deixe-se em paz.
Não dê tanta importância à melhor roupa pra vestir, à melhor frase para o primeiro encontro, às calorias que deve queimar, à melhor resposta para quem lhe ofendeu, às perguntas que precisa fazer para se autoconhecer. Deixe-se em paz.
No fundo, estou escrevendo para mim mesma. Não me deixo em paz. Estou sempre avaliando se agi certo ou errado, cultivo minha dúvidas com adubo e custo a me perdoar. Tenho passe livre para o céu e também para o inferno. Preciso me deixar em paz, me largar de mão, me alforriar.
Só falta alguém ensinar como é que se faz isso."

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Em 2011, eu vou...

1 - Ler pelo menos 20 livros.
2 - Estudar que nem um condenado.
3 - Ajudar alguém que não gosto.
4 - Ver Relíquias da Morte parte 2 na estréia.
5 - Arrumar uma namorada.
6 - Chorar de tanto rir.
7 - Visitar São Paulo mais de uma vez.
8 -  Fazer as pazes com meu pai.
9 - Perder metade da vergonha que tenho.
10 - Chegar ao 100º post.
11 - Parar de chorar por quem não merece.
12 - Parar de roer unha.
13 - Ir a 30 shows de pagode e sertanejo.
14 - Pegar um autógrafo do Belo.
15 - Não chorar vendo um filme triste.
16 - Rir de uma cena triste no cinema.

A Camila tá enchendo o saco pra postar, então depois eu ponho o resto! rs

Voltei!

A maioria dos leitores que eu tenho já sabem que quando voltei de viagem meu computador não quis ligar. Porém, levou um dia e R$ 80,00, mas está concertado (graças)! Depois de ligado, notei logo que de imediato que a internet não estava funcionando, haha! Porém, depois de muito bate boca com a vivo, voltou! Lenta, mas voltou, o que já é um começo! Não vou postar nada de mais hoje, amanhã talvez. Ainda não estou de férias, Tenho mais uma semana e meia de aula, reavaliação. Matemática e geografia, maldita Lílian! :@